segunda-feira, 20 de Outubro de 2008

DIRIGENTES FESTEJAM DIA DE SANTO AGOSTINHO





Aurélio Agostinho destaca-se entre os Padres como TÓMAS DE AQUINO se destaca entre os Escolásticos. E como Tomás de Aquino se inspira na filosofia de Aristóteles, e será o maior vulto da filosofia metafísica cristã, Agostinho inspira-se em Platão, ou melhor, no neoplatonismo. Agostinho, pela profundidade do seu sentir e pelo seu gênio compreensivo, fundiu em si mesmo o caráter especulativo da patrística grega com o caráter prático da patrística latina, ainda que os problemas que fundamentalmente o preocupam sejam sempre os problemas práticos e morais: o mal, a liberdade, a graça, a predestinação.


Santo Agostinho escolhido como padroeiro dos Dirigentes da Associação dos Escuteiros de Angola tem como dia de Festa o dia 28 de Agosto e os dirigentes do AGRUPAMENTO CATÓLICO Nº 63 da Paróquia de Nossa Senhora da Conceição Sumbe realizaram um jantar de confraternização para reflectirem sobre a figura de Santo Agostinho.


Estiverem presentes no Jantar os Padres Pedro Albino membro fundador do agrupamento, Padre César Viana primeiro Assistente do Agrupamento, Padre Joaquim Matias actual Asistente do agrupamento, Senhor Noé de Castro pai e encarregado de educação.


Reflexões sobre o perfil do dirigente escutista dentro dos planos da AEA, a estrutra interna do agrupamento, melhoria na gestão financeira do agrupamento não deixaram de ser reflectidos.

As brincadeiras não faltam e os dirigentes fartaram -se. E de recordar que actividade começou com animação da Missa das 18:30 com segiu- se do Jantar as 20:00 que terminou as meia noite.



quinta-feira, 21 de Agosto de 2008

ANO PAULINO




Apos abertura do Ano Paulino pelo Papa Bento XVI no dia 28 de Junho, no seguimento desta actividade da Igreja Universal a CEAST orgão maximo da Igreja de Angola e São Tomé deu abertura no dia 4 de Julho no Lubango durante o retiro dos Bispos.


Nesta linha de respeito a Hierarquia da Igreja a Diocese do Sumbe deu por aberto o o Ano Paulino no dia 10 de Agosto por sua Reverendissima Dom Benedito Roberto Bispo da Diocese Sumbe. Numa cerimonia campal os escuteiros do agrupamento Nº 63 no seguimento da sua promessa, no suscitamento do Servir com o sorriso nos labios, dentro do metodo criado por Badem Powell organizaram o sistema protocolar da cerimonia e fizemos a entrega dos cirios paulinos que foram entregues a todos parócos e superiores de missão.

CURSO DE GUIAS


Servindo -se do curso de guias elaborado pela Junta Centra da AEA ( Assiciação dos Escuteros de Angola) a Direcção do agrupamento Nº 63 promoveu um curso para todos os Guias de Patrulha e Chefes de Equipa.

O guias tiveram a honra de aprender noções de como liderar a patrulha/equipa, como contribuir no progresso pessoal dos seus elementos, como envolver a patrulha no desenvolvimento da sociedade e tecnicas para evitar os conflitos de patrulhas. Estiveram presentes 14 guias e 4 chefes de equipa.

E o no final cada guia de patrulha elaborou o seu projecto futuro para melhorar asistematicidade educativa da sua patrulha.

terça-feira, 19 de Agosto de 2008

HISTÓRIA DO AGRUPAMENTO


A história do aparecimento do agrupamento Nº 63 de escuteiros, da sé Catedral esta ligada ao projecto de evangelização e o encanto pelo dinamismo juvenil. Ideias de pessoas diferentes que Unidas que unidas acabou por ser a essência do proprio escutismo na Sé - Catedral. Trata -se do Padre César Viana e Abel Francisco Gil Tómas que começaram por caminhos diferentes para unir-se mais tarde.



No projecto de evangelização tudo começou qdo o Padre César sentiu a necessidade de haver mais movimentos e não apenas acólitos para possibilitar livre escolha dos jovens no enquadramento dos movimentos religiosos.



Abel Gil Tómas após uma visita a Benguela presenciou uma actividade daquela Diocese adimirando -se pelo dinamismo com que os escuteiros serviram na Missa, pensou que deveria haver um grupo semelhante na Sé - Catedral.




No primeiro encontro do Bispo Dom Benedito Roberto com os jovens com os Jovens da Sé - Catedral na páscoa jovem de 1996 Abel Gil tómas põe a precupação no Bispo. Amigavelemente o Senhor Bispo respondeu que depende da vontade e organização da propria juventude.




Surpreendentemente para Abel Gil Tómas, em 1997, o Padre César a fazer um alistamento para criação do movimento escuta na Paróquia. Aliando -se tambem ao projecto do Padre e como a união faz a força mas jovens apareceram e de lá para cá o agrupamento Nº 63 jamais parou.




A 13 de Dezembro de 1998 aconteceram as primeiras promessas do agrupamento tendo integrado os seguintes jovens:






  • Abel Francisco Gil Tómas - Primeiro Chefe do Agrupamento


  • Padre César Viana - Primeiro Assistente Espiritual do agrupamento


  • Irmã Margarida - Assistente Espiritual


  • Irmã Silvina - Assistente


  • Irmã Paula - Assitente


  • Chefe Felipe


  • Chefe Mingo


  • Chefe Agostinho Miquinho


Quatro caminheiros foram comtemplados. Trata -se dos caminheiros:





  • Caminheiros Riquidino;


  • Caminheira Toya


  • Caminheira Jamba


  • Caminheiro Morais actualmente chefe adjunto do agrupamento.

  • Explorador Mohamed Lopes ( Déde )


O dia 21 de Março de 1999 veio a ficar na história escutista do agrupamento quando um grupo de mais de 120 escuteiros obrigavam -se me consciência na sua promessa de escuta num acampamento que decorreu na horta do tio Xavier junto ao bairro E- 15 na cidade do Sumbe e foram convidados os escuteiros da gabela.



Por unanimidade de opinião, comtemplou -se o dia 21 de Março como dia do agrupamento por ser a data em que se fizeram promessas de lobitos a dirigentes constituindo -se desta forma um verdadeiro agrupamento conforme orienta o regulamento da AEA



Nestes 9 anos de de caminhada, saudades existem dos acampamento, das duas primeiras promessas, a caminhada para o Quicombo no dia 11 de Novembro de 1998 a caminhada para barragem da saça onde o caminheiro Santiago por um fio afogava- se, a gramde aventura de caminhar para Porto Amboim ( 62 Km de distância) bem como a apoio que prestava -mos a delegação da Saúde nas campanhas de Vacianção contra polio Sempre a servir com Sorriso nos lábios. Estas actividades sempre bem acompanhadas das animações do caminheiro Chambula e das danças do caminheiro Betinho serão sempre memoráveis.









segunda-feira, 18 de Agosto de 2008

PRIMEIRO TRIMESTRE - JUNIORES

Os juniores realizaram uma caminhada de montahismo na comuna do Kicombo situada a quinze kilomentros a sul da cidade do Sumbe, realizaram o seu acampamento de secção na comunidade do Dinga onde aproveitaram para realizar muitos jogos de orientação.
A secção esta constituida de por 4 patrulhas de Investidos e 5 de aspirantes e têm na frete o Chefe Milton Francisco" Nejo".
Para o segundo semestre prevêem visitar todos orgãos de comunicação social e trocar experiência com escuteiros de outros agrupamentos.

PRIMEIRO TRIMESTRE - LOBITOS

A primeira secção ( lobitos) durante o primeiro semestre cumpriu com o seu programa de formação e no final do trimestre realizaram uma caminhada ate ao campo de futebol Pindo. E lá encontram os seus maninhos os exploradores seniores acampados. E poderam ver e apreciar as construções que os seniores fizeram com muita perfeição.

domingo, 17 de Agosto de 2008

APRESENTAÇÃO DO AGRUPAMENTO 63


O agrupamento nº 63 situado na Paróquia de Nossa Senhora da Conceição /Sé Catedral/Sumbe é um rebento do desenvolver deste imenso movimento mundial que é o Escutismo fundado por Badem Powell.

A agrupamento 63 é parte da Associação de escuteiros de Angola ligado a Junta regional Kuanza Sul.

O agrupamento começou a dar os seus primeiros passos em 1997 nos esforços imorredoiros, daqueles que consideramos Kabouqueiros deste agrupamento onde encontramos as figuras de Abel Gil Tómas ( Primeiro Chefe do Agrupamento) e o Padre Francisco César Viana (Primeiro Assistente do Agrupamento).

Teve as suas primeiras promessas no dia 13 de Dezembro de 1998 do qual foram investidos Dirigentes Caminheiros.

Hoje o agrupamento procura caminhar rumo ao desenvolvimento, apesar de ainda não alcaçar os seus objectivos antes preconizados. Tais passam pela melhoriana qualidade da formação, uniformização do agrupamento, consciencialização dos escuteiros no pagamento das quotas entre tantas coisas.

Mas mesmo assim o agrupamento não para. E acreditando na força de levantar-se após a queda, e como dizia um bispo africano Monsenhor Mosengó "mesmo estando em golgóta a ressureição é possivel" e servindo -se do apelo constante de Cristo " Vinde a mim todos que andais cansados e oprimidos eu vos aliviarei" existe um esforço fraterno entre dirigentes e escuteiros para melhoramos o nosso mundo.



O SECRETARIO DO AGRUPAMENTO

JELSON PIMENTEL